Gestão Tributária é uma forma de gestão financeira?


Olá, sou Marcelo Camargo, contador, economista e CEO da 6ix Gestão Financeira.



Hoje gostaria de abordar um tema bastante importante na vida dos pequenos empresários e que, algumas vezes, é


ignorado: a gestão de tributos.


Sim! Gestão de Tributos faz parte de um processo eficiente de Gestão Financeira.


É possível, de maneira legal, reduzir a carga tributária da empresa, que acarretará um menor dispêndio de recursos para o pagamento de tributos, que serão mantidos no caixa para outros tipos de gastos como investimentos, marketing, salários, enfim, fazer a empresa girar. É o objetivo de qualquer gestor financeiro: maximizar o uso dos recursos, fazer mais com menos!


Mas como podemos fazer uma boa gestão tributária?


Bom, primeiro passo é entender as regras do jogo. Não preciso ficar aqui repetindo, mas sabemos que o Brasil


tem uma das mais complexas legislações tributárias no Mundo, que perdemos muito tempo apurando impostos e entregando declarações. Vejam o cenário:


· Por aqui nós tributamos tudo: o faturamento, a folha de pagamento, a propriedade, a renda, etc;


· Temos quase 100 tributos vigentes hoje no País;


· Todos os entes da federação (União, Estados e Municípios), podem cobrar impostos conforme a sua competência;


· Cada Município e cada Estado, apesar de ter uma certa convergência, faz a sua própria legislação tributária;


· Temos vários regimes de tributação, como o Lucro Real, o Lucro Presumido e o Simples Nacional;


Todo esse cenário gera um ambiente de verdadeiro caos. É praticamente impossível saber com certeza, mesmo que sua empresa tenha o melhor contador, se está sendo recolhido corretamente todos os tributos. Não raro encontro casos de que a empresa está pagando mais ou menos tributos do que poderia estar pagando.


Se a sua empresa é uma pequena loja de Pet Shop ou de Autopeças, no Simples Nacional, por exemplo, saiba que grande parte de seus produtos tem a tributação monofásica para o Pis e Cofins, que significa dizer que o tributo já foi recolhido em sua totalidade pela fábrica e você não deve mais pagar esses tributos quando realiza as suas vendas. Não raro veja casos em que essas empresas informam 100% de suas receitas na base de cálculo do Simples Nacional, pagando mais impostos do que o devido.


Se é uma borracharia, outro exemplo, entenda que a venda de Pneus não tem incidência de ICMS na venda para o seu consumidor final, pois o tributo já foi recolhido por substituição tributária pelo fabricante ou distribuidor.


Outro ponto é a escolha do melhor regime tributário. Nem sempre o Simples Nacional é o melhor regime para uma pequena empresa, depende de uma série de fatores. É muito importante sentar anualmente com o seu contador e avaliar o melhor regime para o ano que está começando. Uma escolha errada abre uma torneira que vai ficar vazando água o ano inteiro!


Portanto, para fazer uma boa gestão tributária, o gestor financeiro ou o dono da empresa tem que conhecer a legislação do mercado em que atua, saber como é tributado cada produto do seu portfólio, olhar os números da empresa, simular e identificar o melhor regime e assim, tomar as melhores decisões.


Caso tudo isso seja complicado para você, não se preocupe e fale sempre com o seu contador, que é o profissional mais preparado para analisar todas as regras junto com você. Assim você terá mais segurança e tomar as melhores decisões para que sua empresa não perca pagando tributos de maneira errada.


A 6ix Gestão Financeira é uma empresa de terceirização dos processos financeiros para pequenas e médias empresas, com software de gestão em nuvem e equipe treinada para que você tenha um processo de gestão financeira eficiente. Fale conosco e veja o que podemos fazer por você.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo